06 maio 2008

Review : Mario Kart Wii

Por Kléber Grande Tobi


Já faz mais de quinze anos desde que colocamos nossas mãos em Super Mario Kart. O jogo foi estonteante, com muitos personagens, muitas pistas baseadas no universo de Mario e muito mais. Hoje, em 2008, pegamos nossa mão no que era para ser o melhor e mais completo dos jogos da franquia. Mas a pergunta é: será que vale mesmo a pena?


Mario Kart Wii tem dezenas de pistas selecionáveis, muitos personagens de outros jogos do Mario e o retorno de muitas pistas antigas da série. É muito divertido jogar nessas fases, ninguém dúvida, mas o jogo não teve a magia que Brawl teve ao retornar estágios para a mistura. Isso porquê, enquanto Super Smash Bros estava mudando e inovando, Mario Kart não mudou nada da fórmula antiga do SNES. Se não fosse pelo Wii Wheel, a jogabilidade continuaria a mesma e a temática também. Dessa vez os menus estão mais clean, assim como o resto do jogo. A utilização dos Mii's é divertida, mas em um tempo você vai preferir usar os personagens da Nintendo mais uma vez. É Nintendo, que tal mudar alguma coisa na próxima?

Não temos duvida, Mario Kart Wii é um prato cheio. O modo Online diz tudo. Com suporte para 12 jogadores em qualquer uma de suas pistas preferidas, nada pode se comparar a agessividade do modo 150cc. O jogo adicionou, com um grande sucesso, bikes ao jogo. Junto com as Bikes, ainda podemos virar Tony Halk com os half pipes e rampas genéricas de cada fase, muito divertidas. O modo online conta com um sistema de Team para o Battle, que impossibilita que você encare todos sozinho, mas mesmo assim é muito divertido. O jogo Online roda a 60 frames por segundo, com raras quedas. Não importa se você joga de São paulo ou do Tocantins, a Nintendo conseguiu acrescentar um sistema muito bom, que se sustenta sem o resto do jogo.

E talvez, esse seja o maior problema da obra. Com o conhecimento do sucesso do modo Online do Wii, o resto do jogo passa despercebido por qualquer um. Além disso, o Multyplayer local do jogo, com quatro controllers e tela dividida, é muito falho e pouco efetivo. Se você tem a sorte de ter 3 amigos dispostos a jogar um jogo com garantia de 30 Frames por segundo, metade do Single Player e do Online, essa com certeza é a sua escolha. Isso divide a qualidade da obra: você com certeza pode se divertir com 3 amigos com Wii, mas se 3 deles sem o console forem na sua casa, você vai ficar devendo.


Agora, o que todos devem estar se perguntando: e a Wii Wheel, funciona ou não? Certo, primeiramente, eu sou contra qualquer tipo de acessório de marketing para qualquer console. A Wii Zapper me provou que ela realmente funciona e te faz se sentir como o Rambo mesmo. A Wii Zapper pode ser feita de Lego, mas o Wii wheel, você definitivamente não precisa dele. Não vou descontar nenhum ponto do jogo por esse motivo, mas com certeza não acrescentarei nenhum também. Simplesmente, o controle virado na horizontal é tão efetivo quanto o acessório de alto custo da Nintendo.

Mas o ponto forte do jogo é que, se você for um daqueles treme-treme como eu, pode jogar o jogo de diversas outras maneiras, todas efetivas e funcionais. Você pode jogar com o Wii mote na horizontal, com o Wii mote e o Nunchuk, com o controle do Game Cube ou ainda com a primeira opção e a Wii wheel. A escolhe não tira sua precisão, mas é preciso escolher muito bem, pois os outros jogadores podem ver o icone com o tipo de controle que você está usando e usar a desvantagem proveniente dele a seu favor. Por exemplo, com o controle e o Nunchuk, é muito difícil soltar itens ou até mesmo apelar para as rampas para desviar de algo, te tornando um alvo fácil.


Temos 16 pistas completamente novas. Todas elas são preparadas para o sistema com os half pipes que o jogo acrescentou. Não tem como negar, todas as 16 são muito divertidas e cheia de segredos, e é um pacote completo que poderia ser colocado sozinho no jogo. Mas devo e vou dizer: nenhuma das pistas novas paga pelo saudosismo de entrar nas pistas que estão fazendo o retorno do jogo de 16 Bits. Elas são minhas preferidas. Ao mesmo tempo que são iguais as do primeiro jogo, tem todo um sentimento nostalgico cercando os percursos.

Junto com os Tracks, novos itens fizeram seu caminho para o Wii. Todos os presentes na versão de DS estão de volta, junto com alguns outros que adaptam melhor a jogada com mais 11 pessoas que realmente parece algo de outro mundo. O game conta com uma ferramenta que faz uma dosagem nos itens, permitindo que você escolha a frquência com que eles aparecam. Mas para aqueles que adoram reclamar que alguns itens são injustos, e tiram completamente a halidade dos jogadores, o jeito é treinar um pouco mais, já que não podemos retirar os itens de vez.


Os personagens estão com Sprites novos, mas a novidade agora são os personagens novos. O mais cogitado é a Rosalina, personagem de Super Mario Galaxy. Outros como Funky kong são mais estratégicos. Me parece mais que estão socando personagens, mas como é diertido, não acho que deva reclamar desse aspecto. Cada personagem, assim como nos outros jogos, tem sua frota de veículos cômicos, e todas outras estratégias que temos desde Double Dash. Ainda assim, parece mais interessante pegar o carro mais bonito do que o melhor.

Os gráficos não são os mais lindos do Wii. Eles nem mesmo apresentam um avanço tecnológico se comparados com a versão de GameCube. Mas mesmo assim, algumas fases, principalmente a Rainbow Ride, vão te surpreender muito. Outras, principalmente as de Double Dash, foram colocadas na mistura sem nenhuma melhora ou modificação, com excessão das rampas e half pipes. Por outra mão, a música representa uma melhoria significativa em Double Dash, já que dessa vez ela pelo menos fica na nossa cabeça, e a do antigo jogo não.

Não importa, é Mario Kart Wii e as pessoas vão comprar por esse nome, e não por outra coisa. No pacote você leva um Game interessantíssimo se você tem o serviço de rede do Wii. Mas se você não tem, o jogo tem pouco a oferecer, e o visual casual demais transparece sobre os outros aspectos técnicos. Não é um game ruim, mas não chega perto de ser um Game que todos os jogadores de Double Dash ou do Mario Kart DS deveriam comprar. Simplesmente pela falta de inovação, escondida atrás de um bom modo Online. Espero que esse seja o último, e da próxima vez tenhamos uma novidade realmente interessante.

4 comentários:

Gustavo Assumpção disse...

Eu achei q o Kleber até foi razoável em sua avaliação. Não considero Mario Kart Wii um game imperdível. É um "mais do mesmo" sem nenhuma novidade grande de verdade. Me desculpe Nintendo, mas dessa vez achei tosco demais... Quem sabe numa próxima eles não acertem a mão?


Minha nota seria 6

Grande Tobi disse...

Eu também não gostei muito do resultado final. Nada do game me decepcionou tanto quanto a Wii Wheel. O mais broxante é ver como os fóruns e sites por aí estão apoiando esse pedaço de plástico.

Gustavo Assumpção disse...

Nem tanto...

Augusto disse...

Parabéns! Review bem coeso e bem especifico, informa o bastante e ainda expressa a opinião.